Como Escrever para a Web – Regras a seguir

Como Escrever para a Web – Regras a seguir



Todos os dias, nascem novos projetos na Internet, desde blogs pessoais a sites corporativos, contudo, todos partilham de uma necessidade comum. Isto é, o conteúdo. Como decerto sabe, no que concerne à Internet, o conteúdo é rei. Mas, como escrever para a web? Na verdade, existem várias regras, não instituídas, mas que deve procurar seguir.

Deve-se ter em conta que escrever para a web, apesar de ter muitos aspetos diferenciadores de outros meios, também partilha muitas das suas normas. Isto inclui, por exemplo, a pesquisa que deve servir de base a quaisquer conteúdos. Isto porque, no que concerne à Internet, deve-se procurar escrever sempre textos originais, cuja informação, de preferência, não esteja disponível noutros sites ou blogs, para além dos que está a escrever.

Mas, além de salvaguardar a originalidade dos textos que escrever para a web e, em simultâneo, combater o plágio, baseando-se em pesquisa cuidada, deverá ainda seguir uma série de regras. Estas são as regras que a maior parte dos redatores web ou, se preferimos, copywriters profissionais seguem quando estão a criar os seus textos.

Regras de escrever para a web

Para se certificar que escreve de acordo com o que se exige para este meio, preparamos um guia que ensinar-lhe-á a escrever para a web corretamente. Vejamos abaixo as regras que deve seguir:

Adotar frases e parágrafos curtos

Admitamos, nem todos temos a capacidade de José Saramago para escrever grandes blocos de texto sem que com isso percamos a atenção dos leitores. Desta forma, deverá procurar adotar nos seus textos tanto frases como parágrafos curtos. Dependendo do aplicativo que usa no seu site, pode, inclusive, existir plugins que lhe ajudam nesse propósito. É o caso do Yoast SEO para WordPress.

Controlar as vírgulas

Na Internet, é importante adotar a simplicidade e, nesse sentido, dever-se-á procurar controlar as vírgulas existentes numa frase. Assim, se criar uma frase e constatar que a mesma tem muitas vírgulas, tente reformula-la, para que tenha menos. Por vezes, é possível reformular as frases, para que tenham apenas uma ou duas vírgulas. Assim, promove-se também a leitura e interpretação de tais frases.

Corrigir erros ortográficos e gramaticais

Algo que pode realmente afetar toda a credibilidade dos textos que escrever para a web é, sem dúvida, a existência de erros ortográficos e gramaticais. Nesse sentido, procure usar uma ferramenta como o Word quando estiver a criar os seus textos. Além disso, sempre que terminar um texto, faça uma revisão do mesmo, de forma a detetar quaisquer potenciais erros que lhe tenham escapado inicialmente.

Inserir links internos

Criar links internos nos seus textos para outros conteúdos relevantes de um site ou blog pode ser muito importante. Quando o leitor é reencaminhado para outra página, isto permite baixar a taxa de rejeição. Esse é precisamente um dos múltiplos fatores que o Google tem em consideração para definir o posicionamento dos sites e respetivas páginas nas SERP (search engine results pages).

Estabelecer o tom correto

Quando se está a escrever para a web, é preciso ter também em consideração o tom dos textos. Isto porque o tom de um texto para um blog deverá ser diferente de um texto que se destina a uma página de um site empresarial. Enquanto que no primeiro caso deverá procurar adotar um tom mais casual, no segundo caso exige-se um tom mais formal.

Evitar palavras “caras”

Quando estamos a escrever textos para a Internet, mais uma vez, deve-se promover a simplicidade. Isto significa também que deve procurar evitar usar palavras “caras”, ou seja, palavras que sejam de difícil compreensão para a maioria das pessoas. Os textos devem ser acessíveis e de fácil compreensão para todos, independentemente do nível de escolaridade do leitor.

Incentivar a ação

Esta é uma regra que pode adotar se estiver a escrever textos para blogs, em que se pretende que haja uma grande interação com os leitores. Nesse sentido, no fim de cada artigo, poderá incentivar comentários, usando, por exemplo, “o que é que pensa sobre isso?” “e você, gostaria de acrescentar algo”. Se, por outro lado, estiver a escrever para sites empresariais, pode inserir um call to action no final de cada texto, para promover uma ação, quer seja um contacto ou mesmo uma venda.

Inserir palavras a negrito

Especialmente quando se está a criar artigos extensos, é possível usar negritos nos mesmos. Naturalmente, não nos referimos ao uso sistemático do negrito, mas, sim, ocasional. Por exemplo, pode colocar a negrito as suas palavras-chave, para ajudar os leitores, bem como os motores de busca, a identificar as mesmas.

Integrar palavras-chave

Como sugerimos no ponto anterior, é importante ter palavras-chave no seu texto (e título). Isto inclui uma palavra-chave principal, a par de palavras-chave secundárias, relacionadas com a mesma. Todavia, deverá estar atento à densidade das suas palavras-chave, entre 0,5 a 1%, para evitar o que é designado de keyword stuffing.

Preferir frases simples

Preferir frases simples, com uma ou duas orações, em detrimento de frases complexas, é também uma regra a seguir. Naturalmente, isto não significa que não possa escrever frases mais complexas de forma pontual, significa, sim, que devem ser uma exceção e não a regra.

Recorrer a títulos persuasivos

Quando criar títulos para os seus textos, deverá pensar em vários fatores. Estes vão deste o número de caracteres a usar – para se certificar que os mesmos são mostrados na íntegra nas páginas de resultados dos motores de busca – até ao uso de verbos e adjetivos que promovam o clique. Um título persuasivo pode ser a diferença entre receber um clique ou perder o mesmo.

Usar subtítulos

Quando se está a escrever textos longos, como, por exemplo, tutoriais, é importante segmentar o texto. Isto é possível recorrendo a subtítulos. Além de segmentarem e ajudarem a estruturar o texto por partes, os subtítulos facilitam também a leitura dos textos. E, nesse sentido, permitem que os leitores não fiquem cansados de ler.

Ao seguir as regras de escrever para a web que referimos acima, decerto poderá escrever textos de qualidade, originais e bem-escritos. Estes conteúdos poderão ser uma mais-valia, quer para cativar os seus leitores, quer até para levar a que outros webmasters criem hiperligações para os mesmos.

Estas hiperligações ou, se preferir designá-las de outra forma, links podem ser muito importantes, repercutindo-se tanto no seu domain authority como no seu page authority, para um melhor posicionamento do seu projeto nos motores de busca e, claro, tráfego de referidos.


Partilhe esta publicação

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.