Inbound Marketing – O que é e como implementar

Inbound Marketing – O que é e como implementar



Já aqui abordamos a importância do web marketing em qualquer estratégia de promoção de um projeto online, bem como os diversos tipos existentes. Nesse âmbito, em particular, devemos também realçar o papel do inbound marketing e as vantagens que este tipo de marketing pode significar para o seu projeto ou negócio.

Atualmente, na Internet, existe uma grande proliferação de sites e blogs, pelo que, para o seu projeto se destacar e, em simultâneo, poder ser encontrado, de forma orgânica, isto é, natural, é preciso recorrer a algumas técnicas de marketing.

É aqui que surge o inbound marketing. Como esta é uma matéria sobre a qual nem todas as pessoas estão familiarizadas, neste artigo, vamos indicar-lhe em que assenta este tipo de marketing, quais são as suas vantagens e como pode, em concreto, implementar o mesmo.

O que é o inbound marketing

Ao contrário do outbound marketing, o inbound marketing é uma estratégia que tem como objetivo levar potenciais clientes até ao seu projeto ou negócio de uma forma natural, ou seja, sem ter de despender dinheiro em anúncios.

A estratégia baseia-se essencialmente na criação de conteúdos, na divulgação nas redes sociais, e otimização para os motores de busca, que permitem, posteriormente, que os clientes cheguem aos seus produtos ou serviços.

Esta é uma ótima estratégia para fomentar o tráfego no seu site, mas, como poderá constatar abaixo, existem várias vantagens associadas à mesma.

Quais são as vantagens do inbound marketing

Aumento do tráfego

Como o inbound marketing assenta muito na criação de conteúdo direcionado aos leitores, mas também aos motores de busca, como o Google, empregando técnicas de white hat SEO, poderá assistir a uma subida gradual do seu tráfego orgânico.

Diversificação do tipo de marketing

Ao adotar este tipo de marketing no seu plano de divulgação de sites, utilizando-o a par do outbound marketing, você poderá diversificar os seus esforços de promoção e, assim, chegar a mais pessoas que possam eventualmente estar interessadas nos seus produtos ou serviços.

Elevada taxa de conversão

O grande benefício que pode colher do aumento do seu tráfego orgânico é a subida significativa da sua taxa de conversão. Isto quer dizer que, na prática, você terá mais leads (contactos) e, por conseguinte, mais vendas, o que é fundamental para a viabilidade do seu negócio a longo prazo.

Fomenta a credibilidade

Muitas pessoas não querem ver as suas caixas de correio eletrónico com publicidade. Pelo contrário, querem elas próprias pesquisar informação que lhes pareça útil e credível. Nesse sentido, criar conteúdo original e de qualidade, que fique posicionado na primeira página do Google, pode fomentar a credibilidade do seu site.

Maior visibilidade

Uma das principais vantagens dos seus esforços de marketing reside no aumento da visibilidade e consciencialização de marca. Ao produzir conteúdo passível de despertar o interesse do seu público-alvo, este público poderá chegar até ao seu projeto quando conduzir uma pesquisa.

Como implementar as técnicas de inbound marketing

Se quer criar um site ou, pelo contrário, já criou o mesmo e pretende divulga-lo ao máximo, o primeiro passo é efetivamente colocar em prática algumas técnicas de inbound marketing. Para fazê-lo, não necessita obrigatoriamente de recorrer a um profissional de marketing ou a um copywriter, desde que tenha alguma apetência natural para essas áreas.

Mas, de qualquer modo, os seus esforços devem recair essencialmente na criação de conteúdo, mas não em qualquer tipo de conteúdo. Pelo contrário, o conteúdo a criar deverá ter qualidade, estar otimizado e, claro, ser partilhável. Vejamos em concreto o que deve fazer.

Criar conteúdo de qualidade

Na Internet, o conteúdo é “rei” e, nesse sentido, você precisa de criar conteúdo de qualidade e, naturalmente, original (veja aqui como escrever artigos para sites como um profissional).

Utilize ferramentas que lhe permitam criar listas de palavras-chave que possa utilizar no seu conteúdo, como o Google AdWords, UberSuggest, ou outras, e também para ter ideias concretas sobre o conteúdo que deve escrever.

Outro aspeto a ter em conta é a pesquisa efetuada. Faça uma pesquisa minuciosa sobre os temas que vai escrever, não copiando de outros projetos, mas sim tirando ideias. O ideal será criar conteúdo autoritário, que realmente solucione questões pertinentes e satisfaça os seus leitores e potenciais clientes.

Além disso, um texto bem escrito, livre de erros ortográficos e gramaticais também é essencial, caso contrário, a credibilidade do seu projeto poderá ser irremediavelmente prejudicada.

Criar conteúdo otimizado

A par do conteúdo de qualidade, direcionado aos leitores, deverá também ter em linha de conta os motores de busca, de forma a fomentar o seu tráfego orgânico. Isto é possível adotando técnicas simples de SEO, isto é, search engine optimization, quer seja nos seus textos, quer seja mesmo nas suas imagens ou vídeos.

No caso particular dos textos, poderá começar por se certificar, como indicamos acima, que integra palavras-chave nos mesmos. A sua palavra-chave principal deverá ter entre 0,5 a 1% de densidade no seu texto, não devendo ultrapassar essa percentagem para o conteúdo parecer o mais natural possível. A sua palavra-chave inicial deverá surgir no seu primeiro parágrafo, num dos subtítulos e ao longo do texto, sempre sem forçar.

A quantidade de palavras do seu conteúdo é também importante. Na verdade, é recomendado que o seu texto tenha no mínimo 300 palavras. Um artigo médio deambula entre as 500 e as 1000 palavras. Caso uma página ou post tenha poucas palavras, dificilmente chegará às primeiras páginas dos motores de busca.

Criar conteúdo partilhável

Por último, outro aspeto que deverá invariavelmente ponderar quando criar o seu conteúdo é garantir que o mesmo é partilhável. Para o efeito, é importante que não descure a qualidade do seu texto e a sua otimização, mas também outros aspetos importantes.

O mais importante é a relevância do seu conteúdo. Como já sugerimos, é importante que crie conteúdo que possa responder ou solucionar questões pertinentes, que tenha efetivamente relevância para os usuários e que levem os mesmos a partilhar tal conteúdo nas redes sociais.

Depois, há que ter em consideração a legibilidade do seu texto. Crie textos agradáveis de ler, bem formatados, com subtítulos a segmentar o conteúdo, com imagens apelativas, bem como com vídeos, se os tiver. Se provar com o seu conteúdo que é uma autoridade na matéria, mais facilmente o mesmo será partilhado pelos seus leitores e clientes.

Por fim, na sua estratégia de inbound marketing, enquanto cria o seu conteúdo, que deve ser um processo regular e contínuo, crie também contas nas maiores redes sociais, como o Facebook, Twitter e Google+, para você próprio começar a partilhar o mesmo.


Partilhe esta publicação

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.