Como Melhorar a Segurança no WordPress

Como Melhorar a Segurança no WordPress



Com o Google a privilegiar, em termos de posicionamento, os sites e blogs que usam protocolos de segurança, este é um aspeto que está na ordem do dia, em particular a segurança no WordPress, que é o CMS mais utilizado em todo o mundo.

Se esta é uma matéria que o preocupa, neste artigo vamos abordar algumas formas de melhorar a segurança no WordPress, para que possa ter um site ou blog seguro e, assim, colher todas as vantagens daí decorrentes.

Descubra como melhorar a segurança no WordPress

Se está a criar um novo projeto, poderá ver aqui como criar um site em WordPress. Mas, independentemente de estar a criar um projeto novo ou não, recorrendo a este sistema de gestão de conteúdo, existem várias medidas que pode adotar, no sentido de melhorar a segurança no WordPress, como:

Ajustar a sua senha

Não escolha uma senha fácil ou demasiado previsível se quiser fortalecer a segurança no WordPress e não diminuir a mesma. Nesse sentido, é importante que você crie uma senha forte e que, de forma regular, mude a mesma. Poderá fortalecer a sua senha, recorrendo a algumas técnicas muito simples, mas extremamente úteis, como adicionar letras tanto em minúsculas, como em maiúsculas, números e, se achar necessário, caracteres especiais.

Atualizar regularmente a sua versão

As versões mais antigas do WordPress podem conter bugs ou lacunas de segurança, por isso, de forma a evitar quaisquer intrusões através dessas situações, não deixe de manter a sua versão do WordPress sempre atualizada. Como decerto sabe, no seu painel de administrador, sempre que existe uma nova versão deste CMS, aparece-lhe um aviso na mesma, pelo que basta seguir os passos indicados no seu painel para atualizar o WordPress em alguns cliques e, claro, de forma totalmente gratuita.

Atualizar os templates e plugins

Além de manter atualizada a sua versão do WordPress, não descure as atualizações quer do template que está a usar atualmente, quer mesmo dos plugins, pois são também importantes. Tanto o template, como os plugins são parte integrante de qualquer projeto criado com base neste CMS, mas, se não tiver o devido cuidado com a atualização dos mesmos, pode colocar em perigo a segurança do WordPress. Através do seu painel de administrador, de resto, poderá atualizar facilmente o template e plugins, uma vez que tem avisos automáticos quando se encontram disponíveis novas versões. De qualquer modo, deve-se acrescentar que deve descarregar os seus templates e plugins de plataformas credíveis. Nunca descarregue templates premium, cujas versões originais são pagas, de plataformas gratuitas, pois podem conter código malicioso.

Controlar as senhas de outros usuários

Se outras pessoas acedem ao seu blog, então é importante que, além da sua senha, você tenha também alguma forma de controle sobre as senhas de outros usuários, para impedir que o seu projeto esteja vulnerável a potenciais ataques. Para esse efeito, poderá recorrer a um plugin que se chama Force Strong Passwords, o qual força os usuários a criarem senhas fortes. Estas é, de resto, uma das melhores medidas preventivas que pode adotar se o seu blog tiver vários utilizadores.

Comprar certificados de segurança

Com o recente anúncio por parte do Google de que vai privilegiar os sites que recorrem a protocolos de segurança, o propalado HTTPS, alegadamente, com um melhor posicionamento, é importante que você também opte por comprar um para o seu projeto. Para além dos potenciais benefícios em termos de SEO, um site ou blog que tem um certificado desta natureza passa maior credibilidade e confiança aos usuários, mesmo que não recolha dados pessoais ou haja transações no mesmo. Atualmente, existem certificados de segurança a preços bastante acessíveis, pelo que até mesmo os pequenos projetos podem beneficiar das potencialidades dos mesmos.

Fazer backups com frequência

Se o seu serviço de hosting não fizer isso por si, é importante que você não descure os backups do seu site/blog. Isto porque ter um backup do seu projeto permite-lhe estar preparado para enfrentar qualquer eventualidade que possa acontecer ao seu site. Nessa ótica, através do mesmo, se acontecer algum imprevisto, você pode sempre restaurar o seu projeto facilmente através do seu painel de administrador. Existem plugins, quer gratuitos, como o UpdraftPlus, quer pagos, como o VaultPress, que o podem ajudar nesse sentido. Se alguma coisa acontecer, pode restaurar o seu site, mediante alguns cliques. Com este último plugin sugerido, o mesmo também verifica o seu site/blog por malware, informando-lhe se detetar algo suspeito.

Limitar as tentativas de login

Uma das melhores formas que tem ao seu dispor de melhorar a segurança no WordPress é limitando as tentativas de login. Uma ferramenta que lhe permita fazer isso pode resolver, de uma assentada, um dos problemas mais recorrentes, impedindo que haja, de forma contínua, tentativas de login falhadas. O objetivo passa por, sempre que houver tentativas de login com senhas erradas repetidas, bloquear o site e notificar o webmaster, neste caso você. Para o efeito, existem plugins como o iThemes Security (outrora chamado de Better WP Security) ou o Login LockDown, que se cinge mesmo a esta problemática, ao passo que o primeiro plugin tem outras funcionalidades de segurança.

Manter o seu WordPress limpo

É importante que mantenha o seu WordPress limpo e isso inclui, invariavelmente, que remova quaisquer temas e plugins desativados, que não esteja a utilizar, os quais podem trazer algum problema de segurança, especialmente se descurou a sua atualização. Mais tarde, se precisar de algum plugin ou template que tenha desinstalado, pode sempre instalar novamente os mesmos, mas na sua última versão.

Mudar o seu nome de admin

No processo de instalação do WordPress, nunca se deve usar o termo padronizado “admin” como o seu nome de usuário para o principal painel de administrador. Isto porque muitas pessoas optam por não mudar o nome e esse é o principal que os hackers usam quando querem entrar num site, tendo apenas de saber qual é a senha associada. Por isso, não facilite o trabalho dos hackers, mudando sempre o seu nome de usuário, para um mais difícil de adivinhar.

Estas são, então, as principais medidas que pode tomar para melhorar a segurança no WordPress, sem qualquer tipo de conhecimento técnico. Se precisar de medidas de segurança adicionais, não deixe de entrar em contacto com o seu serviço de hospedagem.


Partilhe esta publicação

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.