Como fazer SEO para E-commerce como um profissional

Como fazer SEO para E-commerce como um profissional



O SEO para e-commerce, isto é, a otimização de uma loja online para os motores de busca, é um aspeto que os seus administradores não devem descurar. Isto acontece porque o posicionamento do seu site nos motores de busca é muito importante, uma vez que o sucesso ou insucesso do mesmo e, por conseguinte, do seu negócio, está, em parte, dependente da sua posição nas SERP (search engine results pages).

Todo o trabalho associado à otimização de um site, como uma loja virtual, visa conseguir que as suas páginas aparecem nos resultados de busca. Mas, naturalmente, para se obter os resultados, bem como as vendas pretendidas não basta aparecer nas mesmas.  Para se conseguir obter grandes volumes de tráfego orgânico, é necessário que o seu site surja na primeira página, uma vez que poucas pessoas consultam as restantes páginas.

Mesmo na primeira página, existem grandes flutuações de tráfego de acordo com o posicionamento de um site na mesma. Existem estudos que sugerem que mais de 35% dos usuários clica no site posicionado no primeiro lugar, enquanto somente 12% clicam no site que surge no segundo. Portanto, quanto mais próximo do topo o seu site estiver, mais tráfego o mesmo obterá.

É certo que ninguém conhece todos os fatores que influenciam os algoritmos dos motores de busca, porém, mesmo assim, existem estratégias de SEO para e-commerce bastante válidas e eficazes.

Descubra como fazer SEO para e-commerce

Quer você esteja a começar com um site novo ou, pelo contrário, encontra-se a melhorar um site já existente, existem dicas de SEO para e-commerce que você deve procurar implementar no mesmo.  As dicas abaixo decerto que poder-lhe-ão ajudar a otimizar o seu site e posicionar melhor o mesmo nos motores de busca.

Escolha das palavras-chave

A escolha das palavras-chave a trabalhar no seu site é essencial, uma vez que vai criar todo o seu conteúdo em torno das mesmas. As palavras-chave principais, de preferência sem muita concorrência, deverão ser trabalhadas na sua página inicial, mas as páginas de produtos podem e devem trabalhar palavras-chave secundárias.

A integração de um blog é também importante, quer para trabalhar variações das palavras-chave, com long tails, quer para fomentar os links internos, o que é muito importante para otimizar o seu site. Recorrendo a plataformas como o AdWords, você tem acesso a ferramentas de planeamento de palavras-chave que lhe permitem ver que palavras têm mais volumes de pesquisa.

Correção de problemas

É importante que você faça uma auditoria interna ao seu site, de forma a identificar e corrigir problemas que levantem uma bandeira vermelha para os motores de busca. Ferramentas gratuitas como o Screaming Frog permitem-lhe visualizar que problemas necessitam de ser corrigidos, como, por exemplo, potenciais páginas com erros 404.

Tendo em linha de conta que a velocidade do seu site é um dos aspetos importantes do SEO, deve verificar também essa questão. Por exemplo, deve analisar se o seu serviço de hospedagem é o mais indicado, pois o servidor onde o seu site está hospedado influencia esse aspeto. Existem ferramentas que o ajudam nesse sentido, como o PageSpeed Insights ou o GT Metrix. Um site lento é também uma das principais causas do aumento da taxa de rejeição, o que é outro fator tido em conta pelos algoritmos dos motores de busca.

Otimização on-page

Antes sequer de pensar na otimização off-page do seu site, deve concentrar-se na otimização on-page. Isto inclui todos os aspetos a colocar em prática que possam, de alguma forma otimizar o seu site.

Por exemplo, deve estar atento: à estrutura dos URL’s, nomeadamente aos permalinks, certificando-se que contêm o nome da página/artigo; aos títulos e descrições dos produtos; ao tamanho, nomes dos ficheiros e textos alternativos nas imagens; à existência de conteúdo original; aos links internos com variação do texto de âncora; bem como à arquitetura geral do site, de forma a promover não só o SEO, mas também a navegabilidade.

Responsividade do site

Embora o computador convencional seja muito utilizado para fins laborais, é inegável que cada vez mais pessoas acedem à Internet através do seu dispositivo móvel, quer seja um telemóvel ou tablet, para efeitos de entretenimento ou compras.

Por isso, é muito importante que o seu site de e-commerce seja responsivo, para garantir que o mesmo se adapta automaticamente ao ecrã do dispositivo do usuário, independentemente do mesmo.

A responsividade do site, bem como a velocidade de abertura do mesmo nos dispositivos móveis, são fatores a ter em linha de conta na sua estratégia de SEO para e-commerce.

Integração das redes sociais

Atualmente, um site de e-commerce, se pretende ter o sucesso, precisa de estar presente nas redes sociais e integrar links para as suas páginas no seu site.

Apesar dos links obtidos nas redes sociais serem nofollow, mesmo assim são deveras importantes para a otimização do seu site. Isto acontece porque os sinais das redes sociais, desde o crescimento da sua comunidade e dos seus seguidores, a interação com os clientes e partilha de conteúdo, são tidos em linha de conta pelos motores de busca.

Apesar das diversas redes sociais existentes atualmente, a sua presença é crucial em três das mesmas, nomeadamente o Google+, Facebook e Twitter.

Criação de um blog

Já aqui referimos que montar um blog permite que tenhamos uma oportunidade de trabalhar as variações das palavras-chave, contudo, a sua importância vai muito além desse aspeto. Um blog, a par da criação de conteúdo novo de forma regular, permite que o site seja atualizado com frequência, o que é muito importante para os motores de busca.

Naturalmente, a qualidade das suas publicações não deve ser negligenciada, pelo contrário. Quanto mais qualidade e pertinente for uma determinada publicação mais probabilidades a mesma terá de ser partilhada pelas pessoas e potenciais clientes que visitam o seu site nas redes sociais, promovendo também os sinais sociais que abordamos acima.

Link building

Um link externo dofollow, designado de inbound link, funciona como um voto, pelo que, além da importância das hiperligações internas, você deve procurar angariar também externas, que apontem para o seu site.

Uma estratégia de link building bem definida é crucial no SEO para e-commerce, bem como para qualquer outro tipo de site. Deve-se ter em linha de conta, contudo, a origem dos links que apontam para o seu site. Isto acontece porque os links provenientes de sites de baixa qualidade ou pouco relevantes podem prejudicar mais do que ajudar. Nesse sentido, você deve procurar angariar somente links de sites/blogs de qualidade e relevantes, isto é, de um nicho próximo ao seu, para retirar o máximo de valor dos mesmos.

Embora nem sempre sejam fáceis de conseguir, existem métodos que o podem ajudar, como a criação de guest posts em blogs externos, mas, em qualquer caso, tem de abordar os responsáveis pelos mesmos para aferir da disponibilidade destes em acederem às suas pretensões.

Muitas vezes, através do conteúdo de qualidade que veiculamos num dos pontos acima, a respeito da criação do blog e respetivo conteúdo, é possível que outras pessoas criem links de forma orgânica, natural, para os mesmos. Este é o cenário ideal, o que os motores de busca, como o Google, realmente gostam.

Todos os fatores acima são, portanto, importantes para a sua estratégia de SEO para e-commerce. Seguindo-os, decerto poderá alcançar melhores resultados com o seu site.

E você, gostaria de criar um site de e-commerce ou, em alternativa recorrer a ajuda profissional para otimizar o seu site? Se sim, contacte-nos já, para que possamos ajudar-lhe nesse propósito.


Partilhe esta publicação

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.