O que É o Marketing Multinível

O que É o Marketing Multinível



Para uma empresa obter resultados que lhe permitam continuar a laborar e a manter os postos de trabalho, precisa de vendas e, por conseguinte, de lucro. Para tal, geralmente, é preciso pôr em prática uma série de estratégias de marketing, para permitir aumentar o volume de negócios ou, pelo menos, mantê-lo, num mercado global cada vez mais competitivo. Uma das estratégias a que muitas empresas recorrem é ao marketing multinível.

Embora tenha muitas vezes conotações negativas, devido ao uso incorreto deste tipo de marketing por parte de entidades mal-intencionadas, vamos ver neste artigo não só o que é o marketing multinível, quais são as vantagens e desvantagens, mas também quais são os cuidados a ter quando se recorrer a esse tipo de estratégia, quer pela empresa, quer pelo próprio distribuidor/afiliado.

Então, o que é o marketing multinível?

Se ainda não está bem familiarizado com o marketing multinível, trata-se de uma estratégia que algumas empresas, focadas na venda direta, usam para encorajar os seus distribuidores a recrutar novos distribuidores, pagando-os uma percentagem das vendas geradas quer por eles próprios, quer pelos seus recrutados.

Portanto, para os distribuidores, além da possibilidade de ganhar dinheiro com as pessoas que recrutarem, existe também a possibilidade de ganhar também com as vendas diretas de produtos aos clientes. Esta rede de distribuidores independentes permite às empresas que usam este tipo de marketing terem uma forma física e quiçá personalizada de levar os seus produtos e serviços aos clientes.

As melhores empresas de marketing multinível implicam para os distribuidores custos iniciais relativamente baixos e, ainda, fornecem-lhes a formação necessária para cumprirem os seus objetivos. Normalmente, cabe à empresa custear a publicidade dos produtos ou serviços e, ainda, asseguram-lhes o fornecimento de um bom serviço ou linha de produtos de qualidade, para que possam vender.

Quais são as vantagens e desvantagens do marketing multinível?

O marketing multinível é popular junto de muitas empresas e, inclusive, junto dos seus potenciais distribuidores, porque efetivamente existem várias vantagens associadas à sua utilização. Existem, contudo, também algumas desvantagens que há que ter em conta. Vejamos ambas abaixo:

As vantagens do marketing multinível

Este tipo de estratégia de marketing tem muitas vantagens, em particular para as empresas. Isto porque as empresas que empregam esta estratégia, como forma de publicitar um produto ou serviço, não tem de contratar mão de obra a tempo inteiro, porque o marketing (e vendas) na prática é feito através de uma rede de representantes independentes, designados de distribuidores ou afiliados. Os distribuidores são os responsáveis tanto por vender o produto ou serviço oferecido pela empresa em questão, como por recrutar novos vendedores (distribuidores) para a rede.

Para os distribuidores, naturalmente, existe a vantagem de que o investimento inicial é bastante baixo, até porque não têm de manter inventário. As encomendas realizadas pelos clientes, normalmente, são feitas quer pela Internet, quer através de um catálogo disponibilizado pelas empresas. Cabe ao distribuidor ou afiliado recolher todas as encomendas e conjugá-las numa única grande encomenda a fazer à empresa e, posteriormente, distribuir as encomendas pelos clientes que colocaram as mesmas.

Apesar dessas vantagens, como referimos, existem também algumas desvantagens a ter em consideração, para ter uma visão compreensiva sobre o que é marketing multinível e o que pode representar para si.

As desvantagens do marketing multinível

A maior parte das pessoas que quer se tornar distribuidora de uma determinada empresa que usa esse tipo de estratégia de marketing fá-lo porque é uma forma interessante de ganhar um rendimento extra. Convenhamos, ser pago pelo trabalho de outra pessoa é deveras apelativo. Contudo, infelizmente, em grande parte dos casos, dificilmente os resultados obtidos pelos novos distribuidores correspondem às expectativas.

Na verdade, para um distribuidor obter sucesso, ele tem de focar mais na venda direta dos produtos do que em recrutar novos distribuidores. Se for o contrário, dificilmente terá sucesso. Isto porque, se pensarmos que a rede de distribuidores criada por si tem o mesmo objetivo que o seu, isto é, angariar mais distribuidores em detrimento do foco nas vendas, acabará por ser uma completa perda de tempo e nunca alcançará resultados proveitosos.

Há que se registar que, para quem concilia um emprego convencional com o de distribuidor, é um verdadeiro desafio e pode haver manifesta falta de tempo para se concentrar nas vendas diretas ou, pelo menos, obter resultados verdadeiramente satisfatórios.

Depois, outra das desvantagens é que algumas empresas, com menos escrúpulos, usam essa estratégia no âmbito de esquemas piramidais e, por conseguinte, ilegais. Por isso, um potencial distribuidor terá de separar o “trigo do joio”, fazendo uma pesquisa sobre a empresa, e respetivos produtos ou serviços a vender, sem descurar os eventuais testemunhos de outros distribuidores ou antigos distribuidores sobre a mesma, para assegurar que a empresa opera dentro da legalidade.

Apesar de muitos programas de marketing multinível prometerem lucros avultados mediante o angariação e estabelecimento da sua própria rede de distribuidores, na realidade, tal raramente acontece. Tal não significa, contudo, que seja impossível, pois existem programas que usam esse tipo de marketing que são legais e, inclusive, lucrativos para todas as partes, como é o caso do programa da bem conhecida Avon.

Cuidados a ter com o marketing multinível pelas empresas e afiliados

Muitas empresam usam o marketing multinível de forma inadequada ou mesmo ilegal, nos casos em que usam esquemas de pirâmide. Repare que existe uma linha muito fina que separa um programa deste tipo perfeitamente legal de um programa piramidal. A forma mais fácil de perceber se uma empresa usa um programa legítimo é verificar se existe maior ênfase nas vendas ou, se pelo contrário, o mesmo é colocado no recrutamento.

Em todo o caso, como sugerimos acima, você, como usuário, antes de trabalhar com qualquer empresa, deverá fazer uma pesquisa minuciosa sobre a mesma. Analise as promessas que são feitas pela empresa e certifique-se que a empresa em questão tem um programa de pagamentos que prevê tanto o recrutamento de novos distribuidores, como também comissões sobre as vendas geradas. Além disso, tenha também em consideração o tipo de apoio prestado pela empresa aos seus afiliados e, inclusive, se os produtos que vai vender tem algum tipo de garantia. Por último, pense sempre nos prós e nos contras de se juntar a tal empresa antes de efetivamente formalizar qualquer tipo de acordo com a mesma.

Por outro lado, as empresas que usam esta estratégia de marketing de forma incorreta podem ficar invariavelmente manchadas e verem as suas marcas caírem de popularidade, o que, a curto prazo ou a médio prazo, pode colocar em causa a viabilidade da própria empresa, o que é de todo evitável.

Ainda assim, quando usado de forma correta, quer pelas empresas, quer pelos próprios distribuidores, o marketing multinível pode ser uma estratégia tão válida como outras, e ter resultados bastante proveitosos para todas as partes envolvidas.


Partilhe esta publicação

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.