Como Fazer o seu Próprio Blog Pessoal

Como Fazer o seu Próprio Blog Pessoal



Os blogs estão na ordem do dia, dando azo a diversos tutoriais na Internet, quer através de artigos, quer através de vídeos, e servindo de tema para programas de TV e, inclusive, para a criação de livros convencionais e eBooks. Embora se possa julgar que criar um blog, neste caso um blog pessoal, é difícil, na verdade não é necessário que tenha qualquer experiência prévia, nem qualquer tipo de conhecimento técnico. Atualmente, existem ferramentas online ou que você pode instalar através do seu serviço de hosting que lhe permitem fazer um blog facilmente e de forma intuitiva.

Mesmo assim, se nunca fez um blog, preparamos para si um guia básico, que permitir-lhe-á familiarizar-se com as diferentes opções que tem para esse efeito, tanto gratuitas, como pagas.

Descubra como fazer o seu próprio blog pessoal

Para fazer o seu próprio blog pessoal, precisa de definir o subtipo do blog, ou seja, se o mesmo será amador ou, pelo contrário, profissional. É importante fazer essa distinção atempadamente, pois, se for um blog amador, existem soluções online totalmente gratuitas, ao passo que se optar por um blog profissional terá invariavelmente de gastar algum dinheiro, embora fique também com total controlo sobre o seu projeto. Independentemente da sua opção, vejamos ambas as situações abaixo.

Como fazer um blog pessoal amador

Para fazer um blog de cariz pessoal, mas amador, sem que implique que despenda qualquer dinheiro, existem diferentes opções ao seu dispor. Mesmo assim, vamos-lhe indicar duas, bastante populares, nomeadamente o Blogger, uma plataforma do Google e, naturalmente, o WordPress.com.

Blogger

Criar um blog no Blogger (ou Blogspot) é sempre uma opção. Afinal, é onde começam muitas pessoas que se iniciam na blogosfera, que pretendem ter um blog pessoal, mas sem quaisquer encargos financeiros para esse efeito. Existem algumas vantagens associadas a esta plataforma, desde logo por ser intuitiva, permitindo criar um blog rapidamente e publicar artigos, mas também por existir diversos templates grátis para a mesma que pode descarregar na Internet e mais tarde fazer o upload, para desfrutar de um blog com uma imagem mais premium. Além do mais, pode também usar AdSense, a par de outras opções publicitárias, se quiser rentabilizar o seu blog, como o fazem inúmeras pessoas.

WordPress.com

Outra opção bastante popular que tem à sua disposição para criar um blog, de forma gratuita, é através do WordPress.com. Esta plataforma, tal como a que referimos acima, permite também fazer um blog pessoal de forma bastante intuitiva, aceder a centenas de templates grátis e ainda a 3G de espaço livre. Mas, se preferir, poderá optar a todo o momento por outros planos pagos, que lhe permitem desfrutar de outras funcionalidades. Esta opção, ao contrário da opção do WordPress com hospedagem própria, que explicar-lhe-emos mais abaixo, tem algumas limitações ao nível da publicidade que pode exibir, não sendo adequada para quem pretende monetizar o seu projeto.

Em qualquer uma dessas ferramentas gratuitas, você só precisa de efetuar o seu registo e seguir os passos indicados em cada uma das plataformas para criar o seu blog pessoal, até porque tanto uma, como a outra, são bastante fáceis de usar na ótica do usuário. Em ambas, poderá desfrutar de hospedagem de blogs gratuita e, concomitantemente, de um subdomínio gratuito.

Como fazer um blog pessoal profissional

Fazer um blog profissional implica que siga, naturalmente, alguns passos diferentes dos que referimos acima, pois, à partida, isto implica que invista no seu blog. Contudo, esse investimento poderá também trazer-lhe retorno no futuro, uma vez que poderá ter posteriormente inúmeras opções de rentabilização do seu blog, desde a exibição de anúncios pagos por CPC, venda de anúncios diretos, posts patrocinados, entre várias outras. Vejamos o que deve fazer:

Adquirir o seu domínio

Como vimos acima, nas plataformas gratuitas o que você obtém é um subdomínio e, embora tal seja bom para projetos amadores, a verdade é que não o é para projetos profissionais. Nesse sentido, deverá adquirir um domínio personalizado para o seu blog. Os preços variam de acordo com a terminação pretendida, como poderá ver aqui, mas, em caso de dúvida, prefira um domínio com uma terminação de topo. Estas podem ser nacionais, como o .pt ou .br, mas também internacionais, como .com, .net, .org e .info.

Comprar plano de alojamento

Depois de conseguir o domínio pretendido, deverá comprar um plano de alojamento de blogs para associar ao mesmo, o qual é essencial para ter posteriormente o seu blog online. Como poderá constatar na nossa página referente ao alojamento, existem diferentes opções. De qualquer modo, se está mesmo a começar, pode iniciar o seu blog num plano básico e, mais tarde, se quiser, poderá sempre fazer um upgrade ao seu plano de alojamento.

Instalar um aplicativo

A compra de um plano de alojamento dar-lhe-á acesso ao cPanel, um painel de controlo, a partir do qual tem acesso também a um instalador de aplicativos. Recorrendo a este instalador, você poderá instalar em poucos cliques um aplicativo para criar, editar e gerir o seu blog. Apesar de existirem alternativas válidas, o aplicativo mais instalado é o WordPress, que permite-lhe desfrutar do software em toda a sua plenitude, sem quaisquer restrições ao nível da monetização. Quando instalar o aplicativo, já pode entrar no mesmo, recorrendo aos dados de login que submeteu aquando do processo de instalação, e começar a criar e publicar conteúdo, bem como tratar de quaisquer configurações que entenda como pertinentes.

Procurar um template profissional

Quando se instala o WordPress, você fica automaticamente com o seu blog online, embora sem conteúdo e com um template básico. Contudo, isso não significa que tenha de manter o mesmo. Na realidade, através do menu de administrador do seu aplicativo, poderá carregar um novo template. Tenha em atenção que os templates premium são pagos, podendo comprar os mesmos em plataformas online reputadas como o ThemeForest, Template Monster, Elegant Themes, entre várias outras. Mantenha-se sempre afastado de plataformas que alegadamente oferecem versões grátis de templates premium, pois existem grandes probabilidades de tais versões terem bugs e poderem prejudicar o seu blog mais do que ajudar.

Após todos esses processos, o seu blog está pronto e só precisa de um pouco de divulgação da sua parte, especialmente nas redes sociais, para começar a receber algum tráfego, sendo que o tráfego proveniente dos motores de busca ainda pode demorar algum tempo a chegar, por ser um processo orgânico.

Em suma, se você pretende fazer um blog pessoal, as dicas supracitadas decerto ajudar-lhe-ão no seu próprio projeto, o qual, se for profissional, pode começar desde já a fazer o mesmo aqui no Site Fácil. Em caso de dúvida, não hesite e contacte-nos já!


Partilhe esta publicação

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.