Como escrever bons artigos e com qualidade

Como escrever bons artigos e com qualidade



Atualmente, é impossível manter um blog de qualidade, sem bons artigos e com qualidade. Maus artigos levam a uma elevada taxa de rejeição.

A taxa de rejeição é a percentagem de pessoas que abrem o seu blog e de seguida fecham-no logo, ou em poucos segundos. Não queira isto para si.

Portanto, existe algumas dicas que deve seguir para manter a qualidade no seu trabalho.

Invista no conhecimento

Escreva em bom português! Isso poderá não te ajudar a escrever artigos redirecionados para vendas mas, com certeza ajudará e muito na escrita de um artigo com qualidade, ou outros tipos de texto. Estude na Internet regras de ortografia, sinais de pontuação, organização de texto, etc.

A par de um bom layout, os bons artigos são totalmente necessário para manter um blog de qualidade. Não hesite em tirar cursos na Internet (por mais incrível que pareça, existem vários gratuitos) que o possam ajudar na sua redação de artigos. Qualidade é sucesso!

Títulos e outros fatores principais na redação

O título é o fator chave de um artigo, ou até falando superficialmente, de um e-mail…

Suponhamos que você se depara com duas postagens no Facebook, com links para dois artigos diferentes em blogs.

Titulo “A”: O segredo de vender mais e melhor (Dicas e um bônus gratuito!)
Título “B”: Vender mais e melhor

Nem preciso dizer qual eu escolheria, certo? São estes pequenos detalhes que podem aumentar ou diminuir a taxa de abertura do seu artigo ou e-mail.

Mas há outros fatores importantes na escrita de um artigo para o seu blog, que também podem determinar a qualidade deles. Eles são:

Frases curtas e objetivas

“Nenhum leitor gosta de ler frases chatas e complexas que nunca mais acabam e que se tornam chatas, e são muito grandes, e chatas novamente, porém muito grandes e chatas como esta, porque as frases grandes cansam instantaneamente de tão chatas que são.”

Eis um exemplo de uma frase que poderia levar um visitante a fechar automaticamente o artigo. Pessoalmente, não recomendo a escrever frases grandes. Ou você tem muito jeito para isso, ou não têm. Coloque mais pontos finais.

Bullet-Points ou Listas

Todos os visitantes adoram ver o artigo bem segmentado, e bem separado. Se você conseguir apresentar dados estatísticos do tema a abordar, melhor, mas é bastante importante que você use listas, ou bullet-points.

Bullet-Points é isto:

  • Exemplo 1
  • Exemplo 2
  • Etc.

Então, não hesite em enriquecer o seu artigo com este fator, que pode ajudar bastante na divisão dos seus posts.

Subtítulos

Use e abuse dos subtítulos, eles, tal como os bullet-points, ajudam a sub-dividir o texto. Com esta divisão, melhora a organização do seu texto.
Observação: Os subtítulos devem ser tão atrativos como o título, acredite em mim.

Bem, se usar estes fatores no artigo, ele enriquecerá bastante e ficará muito melhor.

Comprar artigos, não é nenhum problema!

Normalmente, tudo o que está envolvido com a compra de algum serviço para melhorar algo no seu blog não é recomendado pelos bloguers, mas eu recomendo vivamente. Caso você não tenha facilidade em escrever, contrate um redator.

Existe vários redatores freelancers, que estão dispostos a escrever artigos dos mais variados nichos para o seu blog, claro que tudo tem um preço.
Normalmente, os artigos têm grande qualidade, até mais do que pode imaginar pelo preço que eles cobram.

O preço anda em volta dos 2, 3 euros, mas consoante a quantidade de palavras, ou outros fatores, podem aumentar ou diminuir.
Faça um post a dizer que você contrata redatores, e deixe todos os dados que forem necessários, e os requisitos que deseja por freelancer.

Aqui ficam dois sites, onde poderá facilmente encontrar um freelancer disposto a redigir artigos para si, ou outros serviços:

Não copie… não vale a pena.

Muitos autores têm o vício de copiar sempre alguma parte de um texto de alguém. Nem que seja uma frase. Tudo bem, eu também já fiz isso, mas parei. Recomendo você a parar agora também.

Isso não te levará a nada, e pior, poderá piorar a tua indexação nos motores de busca. O Google está severamente pronto para piorar o ranking de quem copia artigos ou partes de um já existente.

Pesquisar em outros artigos? Ótimo, não hesite em fazê-lo, agora copiar, já não. Use sempre ferramentas, como o copyscape, para verificar se copiou algo ou não, mesmo que não tenha sido intencionalmente.

Acredite em mim, artigos 100% originais são 100% mais valiosos.

Use links externos. Porquê?

Tal como você também gosta de saber que outro bloguer indicou um link para si, eles também gostam que o contrário aconteça, então, se vir algum conteúdo que achou bastante positivo, não hesite em compartilhá-lo no seu próprio blog.

O porquê é que o outro bloguer ao saber de onde veio as visitas para o seu site, poderá perceber que você enviou algumas/muitas visitas para ele, então, quem sabe se ele não compartilha um link seu, ou fica um visitante regular do seu blog.

Não se esqueça! Uma visita ganha com mérito, é sempre melhor do que 300 visitas ganhas com programas falsos ou spam.

Use os corretores ortográficos para uma finalização perfeita

Finalmente, antes de publicar o seu artigo, verifique o seu artigo. Leia o artigo mais que uma vez, de cima para baixo, e de baixo para cima.

Recomendo sempre a fazer como eu, escrevo o artigo sempre antes no Word, ele me diz com um tracejado vermelho por baixo das palavras se elas contém erros, porém, existe palavras que ele não deteta o erro, ou porque não conhece, ou porque estão bem escritas, mas no contexto errado.

Exemplo: “Eu se nadar.” A frase correta seria “Eu sei nadar”, porém a palavra “se” não é um erro. O Word não deteta estes erros de frase. Percebeu?

Por isso aconselho a verificar sempre o seu artigo, ou mesmo a contratar um revisor de texto.

Estas foram mais algumas dicas de como escrever bons artigos e com qualidade. Se este artigo lhe foi útil, partilhe, quem sabe a gente não partilhe o seu.

Boa escrita!


Partilhe esta publicação

Comentário (1)

  • Juh Araujo Responder

    Obrigada pelo post, me ajudou bastante.

    5 de março de 2015 em 20:08

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.