Como compactar imagens sem perder qualidade e aumentar a velocidade de seu site

Como compactar imagens sem perder qualidade e aumentar a velocidade de seu site



Sabe como compactar imagens sem perder qualidade e aumentar a velocidade do seu site? Numa era em que a imagem ganha grande preponderância, a par do texto, em sites, quer seja imagens de fundo, em artigos, etc., é preciso adotar alguns cuidados, para não tornar o seu site apelativo visualmente, mas demasiado lento.

É preciso ter em consideração que a velocidade em que um site carrega, quer em desktop, quer em mobile é um dos fatores que motores de busca, como o Google, usam para determinar o posicionamento de um determinado site ou página nos resultados de busca, as conhecidas SERP (search engine results pages). Além disso, sabemos também que se um site leva demasiado tempo a carregar, independentemente do dispositivo utilizado, é muito provável que o usuário abandone o site, sem ver a página em questão e, muito menos, outras páginas relevantes. Essa situação pode incrementar a taxa de rejeição, que é outro fator tido em consideração pelo algoritmo do Google.

Nesse sentido, um site lento pode impactar tremendamente na experiência que o usuário tem ao visitar ao seu site, e, inclusive, no seu tráfego orgânico, isto é, o tráfego proveniente dos motores de busca. Ora, o tráfego orgânico é o melhor tipo de tráfego que pode ter no seu site, porque, além de totalmente gratuito, é também o que melhor converte, o que é bastante vantajoso para si, quer você tenha um site empresarial ou simplesmente um site pessoal de nicho.

Assim, tendo as imagens essa capacidade de interferir com a velocidade do seu site e essas consequências, torna-se pertinente adotar algumas medidas no sentido de otimizar as imagens para a web, sem perder qualidade e, por conseguinte, melhorar a velocidade de carregamento.

Descubra como compactar imagens sem perder qualidade e aumentar a velocidade do seu site

Vejamos abaixo o que você deve ter em linha de conta e procurar implementar numa perspetiva de otimização e da velocidade do seu site:

Como medir a velocidade com que o seu site carrega

Existem ferramentas online que lhe poderão ajudar a medir a velocidade com que o seu site carrega e, ao mesmo tempo, facultar-lhe um relatório sobre o que você pode melhorar para turbinar a velocidade do seu site. Naturalmente, tal relatório abrange também as imagens do seu site. São duas as principais ferramentas a que pode recorrer, de forma totalmente gratuita, nomeadamente o PageSpeed Insights, do próprio Google, e o GTmetrix.

Compreendendo os diferentes tipos de imagens

Quando vamos guardar uma imagem no nosso computador, podemos reparar que existem vários formatos ou extensões que podemos usar, desde o JPEG, até ao PNG e ao GIF. Mas será que sabe usá-los adequadamente ou qual a melhor extensão para usar na internet? Façamos alguns esclarecimentos úteis sobre essas três extensões:

JPEG – sempre que você usar uma imagem sua, digamos, uma fotografia, poderá guardar a mesma como JPG/JPEG. O mesmo aplica-se a imagens com muitas cores ou uma imagem que contenha gradientes. É o formato ideal para usar na web, em páginas e artigos.

PNG – este formato é também muito usado, especialmente em logotipos, imagens vetoriais e em qualquer outra imagem em que você necessite de transparência. Dependendo do programa que usa para editar as imagens, poderá ser possível guardar essas imagens com duas extensões diferentes, isto é, PNG-8, um ficheiro mais pequeno, mas mais limitado e, também, o PNG-24, que lhe permite guardar imagens complexas em excelente qualidade, mas muito mais pesadas.

GIF – as imagens em GIF são mais usadas nas redes sociais do que propriamente em sites ou blogs. São populares porque trata-se de um formato que permite a animação, ao contrário dos dois formatos referidos acima. Se não tiver uma imagem animada, não vale a pena guardar a mesma neste formato, devendo escolher JPEG ou PNG.

Que tamanho deve ter uma imagem num site

Quando entramos neste campo, entramos um pouco num domínio que tem também a ver com preferências pessoais. Em todo o caso, deve-se procurar atingir um ponto de equilíbrio, que permita obter imagens de grande qualidade e, em simultâneo, uma excelente velocidade de carregamento do site.

De um modo geral, deverá procurar ter imagens com um tamanho inferior a 100 KB. Pontualmente, poderá usar algum banner que deambule entre os 100 a 150 KB, mas mantenha o seu uso no mínimo. Em páginas e artigos, tente manter as suas imagens abaixo dos 75 KB.

Isto é importante, porque, quanto mais pesada for uma imagem, mas tempo levará uma determinada página a carregar. Por exemplo, ao adicionar uma imagem de 100 KB ao seu site, você poderá inadvertidamente estar também a adicionar mais alguns segundos de carregamento, o que é perfeitamente evitável. Para alguns usuários, isto poderá ser a diferença entre fazer ou não um contacto ou uma compra.

Compactando as imagens sem perder qualidade

Algumas imagens que poderá descarregar de bancos de imagens podem ter literalmente alguns megabytes (MB), devido à sua resolução, todavia, são muito pesadas para publicar as mesmas num site.

Nesse sentido, o que deve fazer é ver qual o tamanho que tem disponível no seu site para a imagem e configurar a imagem para que tenha precisamente esse tamanho. Afinal, não vale a pena carregar uma imagem demasiado grande para o site, quando pretende que a mesma seja mostrada e visualizada num tamanho reduzido. Por exemplo, não precisa de carregar uma imagem de 1280×853 com 245 KB, quando uma imagem de 640×426 com 74 KB serve perfeitamente.

Mesmo que descarregue uma imagem demasiado pesada para o computador, existem ainda assim programas ou plataformas às quais pode recorrer para diminuir as mesmas. Se tiver o Photoshop instalado no seu computador, pode facilmente reajustar as dimensões das imagens sem perder qualidade. Porém, existem também opções gratuitas à sua disposição. O Pixenate, por exemplo, é uma ótima ferramenta online que lhe permite configurar facilmente a altura e largura de imagens e, com isso, reduzir substancialmente os kilobytes.

Dependendo também do software que usou para criar um site, poderão existir ferramentas adicionais ao seu dispor para compactar imagens sem perder qualidade. Se usar o WordPress, o sistema de gestão de conteúdo mais popular em todo o mundo, poderá instalar plugins como o WP Smush, que lhe permite comprimir imagens em JPEG, PNG ou GIF individualmente ou em conjunto, de forma totalmente gratuita.

Ao reduzir o tamanho das imagens e, em simultâneo, ao compactá-las, poderá aumentar a velocidade do seu site de forma significativa. Naturalmente, a par das dicas supracitadas, que abrangem essencialmente as imagens, pode adotar outras técnicas para otimizar a velocidade do seu site. O uso de um plugin de cache, a diminuição de publicidade no site e outros widgets, por exemplo, poder-lhe-á ajudar a ter um site rápido e a subir alguns degraus nos resultados de pesquisa do Google.


Partilhe esta publicação

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.